"E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus." - Romanos 12:2

terça-feira, 14 de junho de 2011

Vendo o invisível

por: Daniel Azevedo

"Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos." Hebreus 11:1

A fé parece ser algo difícil de praticar. Em situações extremas, é comum confiarmos somente naquilo que é visível, palpável. Mas o texto acima nos sugere um caminho inverso. Que tal exercitar a certeza sobre algo que ainda não aconteceu? Ou dar um passo à frente quando se está em completa escuridão?

Medo seria a palavra certa para descrever o que sinto quando penso a respeito. E se, apesar do medo houver uma garantia, uma promessa, como "não se assuste, apenas confie"?

Um dia decidi experimentar essa nova maneira de encarar as coisas, confiando em algo que não via e crendo que tudo estava sob controle, mas não sob o meu controle. Escolhi acreditar que, em meio aos problemas, a minha impossibilidade era a oportunidade para Deus agir.

Em 2005, após abandonar os palcos, permaneci apenas ministrando aulas de contrabaixo durante um bom tempo. Minha estabilidade financeira foi bastante abalada nesse período, me obrigando a simplificar hábitos e resumir despesas.

Acreditei que deveria buscar um novo caminho profissional distante da música, pois não pretendia mais me envolver com o meio artístico. Decidi retomar os estudos e cursar uma faculdade de história ou psicologia. Ao mesmo tempo, procurei exercitar a fé, esperando e crendo que Deus mostraria a melhor solução para todas as coisas, no tempo certo. E, de fato, Ele reservava grandes surpresas para mim.

“Invoca-Me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes.” Jeremias 33:3

Após várias tentativas frustradas de mudar o curso das coisas, percebi que as circunstâncias me conduziam sempre de volta para a música. De repente, o número de alunos começou a aumentar muito. Jamais tivera tantos alunos de contrabaixo num mesmo período.

Nas escolas de música onde atuava, eu convivia com muitos professores. Um dia, numa reunião pedagógica, notei que estava ao lado de profissionais com formação superior em música. Alguns eram bem mais velhos do que eu e dedicavam-se à educação musical com seriedade e prazer. Até então, eu jamais havia priorizado meu trabalho como educador, mesmo tendo exercido essa função há anos. Sempre fui um instrumentista que, nas horas vagas, ensinava música. Mas ali estava um grande grupo de pessoas que havia construído uma trajetória profissional através da educação musical.

Então, foi como se uma voz sussurrasse aos meus ouvidos:

“Daniel, o que o impede de prosseguir nessa direção? Você já é um músico e ministra aulas há mais de dez anos. Olhe para os seus colegas. São professores felizes e bem-sucedidos. Eu sei que a música é a sua paixão. Confie em Mim.”

Imediatamente, comecei a coletar informações sobre cursos de música, além de conselhos sobre o assunto com colegas mais experientes. Orei bastante sobre esta decisão. Em poucos meses, eu realizaria uma prova e seria contemplado com uma das duas bolsas de estudos oferecidas naquele ano para o curso de licenciatura em música, por uma universidade privada de Porto Alegre.

O caminho até aqui havia sido aberto muito rapidamente. Era clara a direção de Deus em todos os momentos, desde o aumento no número de alunos até os resultados da prova, a classificação e o ingresso na faculdade. Era possível perceber Sua providência e orientação. Mas as respostas não pararam por aí.

Na faculdade, tive contato com áreas da música que eram inexploradas para mim, como o canto coral, a regência e a prática de flauta doce, entre outras atividades pedagógicas. Após dois semestres, fui indicado para trabalhar como professor de musicalização infantil e canto coral em uma das maiores escolas da Rede Adventista de Educação do sul do país.

Perceba a ordem dos fatos. Uma coisa não seria possível sem a outra. Sem o preparo acadêmico, eu não poderia desempenhar tal função. Nem mesmo haveria contratação. Tudo isso seria mera coincidência?

Hoje percebo os planos de Deus se cumprindo em minha vida, no meu trabalho como músico e professor, à frente de vários projetos musicais que têm beneficiado muitas pessoas. Deus me preparou para algo novo, com que eu jamais sonhara. E certamente, Ele tem planos incríveis para você também. Basta ter fé nAquele que tudo pode. Experimente! Dê o primeiro passo.

"Não temas porque Eu sou contigo; não te assombres porque Eu sou o teu Deus; Eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel.” Isaías 41:10